Zona euro: afinal as nuvens não se foram embora

Zona euro: afinal as nuvens não se foram embora
Bruno Faria Lopes 14 de fevereiro de 2020

Economia terminou o ano passado a crescer ao ritmo mais baixo desde o fim da crise da dívida, em 2013. Portugal escapou, por agora, ao abrandamento.

A economia da zona euro terminou 2019 a perder gás, registando o valor trimestral mais baixo em quase sete anos, revelou o Eurostat esta sexta-feira. Os números reacendem os receios de uma maior degradação dos principais mercados exportadores de Portugal.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais