Lesados do BES insistem em solução rápida

Os investidores reagiram à convicção do presidente do "banco mau" de que será necessário continuar a trabalhar para uma solução satisfatória

Luis Máximo dos Santos, presidente do BES, considera que o entendimento com os clientes do BES que compraram papel comercial do GES devia ter ocorrido mais cedo.

"Trata-se de uma situação muito complexa, a diversos níveis", disse Luís Máximo dos Santos  em entrevista ao Jornal de Negócios.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais