Jerónimo Martins muda imagem e logótipo

Jerónimo Martins muda imagem e logótipo
Ana Taborda 27 de setembro de 2017

Com os 225 anos da marca, grupo cria nova identidade visual. O anúncio foi feito hoje durante a apresentação do maior centro logístico da empresa, um investimento de 75 milhões de euros


Sabe por que é que uma das cores do anterior logotipo da Jerónimo Martins era o azul? E por que é que essa é uma cor comum a muitas empresas tecnológicas, por exemplo? "O azul representa o rigor e a precisão", explicou fonte oficial da empresa hoje, dia 27, durante a apresentação da nova imagem do gigante alimentar. "Quando esta imagem foi criada, em 2003, o grupo tinha acabado de passar por uma grande crise e reestruturação."

Entre 2001 e 2003 venderam-se activos como a operação no Brasil e os supermercados Jumbos na Polónia, mas ainda assim a dívida do grupo continuava a superar os 700 milhões de euros. "A marca anterior era feita sobretudo para comunicar com os mercados financeiros, que de certa forma tinha desiludido", explica a mesma fonte. E o logo queria transmitir, além disso, "as ideias de ordem, dinamismo e precisão". De um grupo que queria, portanto, mostrar que podia sair da crise.

O que mudou entretanto? O amarelo, laranja e azul deram lugar a "cores frescas", como o verde, porque em vez de bancos é preciso focar a nova imagem no alimentar (há uma pequena folha no O de Jerónimo Martins, por exemplo). "Acreditamos que quando se pára de crescer no retalho começa-se a morrer", diz a mesma fonte da empresa, Sara Miranda, responsável pela comunição, responsabilidade social e corporativa. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais