Eles trabalham mais anos, mas elas passam 61 dias sem receber

Eles trabalham mais anos, mas elas passam 61 dias sem receber
Leonor Riso 14 de novembro de 2016

Dados do Eurostat revelados hoje indicam que o tempo previsto de duração da vida de trabalho diminuiu para os homens, mas aumentou para as mulheres. Lituânia é o único país em que elas trabalham mais que eles

As pessoas que vivem na União Europeia trabalham hoje mais 1.9 anos que em 2005. Os dados do Eurostat revelam que o tempo previsto de duração da vida de trabalho se manteve quase o mesmo em Portugal: aumentou 0.3 anos, para 36.8. Mantemo-nos acima da média europeia, de 35.4 anos.

Contudo, prevê-se que as mulheres portuguesas tenham trabalhado em 2015 mais 1.3 anos que em 2005, e que a vida de trabalho dos homens fosse 0.6 anos menor comparando os mesmos anos.

Em Portugal, antecipa-se que os homens se mantenham activos no mercado de trabalho mais três anos que as mulheres. Esta lista engloba tanto as pessoas que estão desempregadas como as que trabalhem.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais