Médicos querem escusa de responsabilidade por falhas. Como funciona?

Médicos querem escusa de responsabilidade por falhas. Como funciona?
Vanda Marques 01 de agosto de 2019

Perante a falta de condições mínimas e escalas incompletas, 15 médicos obstetras do Santa Maria pediram escusa de responsabilidade. Transferem assim a responsabilidade para os conselhos de administração por não terem tomado as medidas corretas para evitar problemas.


Não há médicos suficientes. E os que existem acumulam horas e horas nas urgências. A denúncia é do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) que dá exemplos. No serviço de obstetrícia do Hospital de Santa Maria há especialistas que nos últimos 15 dias fizeram 132 horas de urgência. Jorge Roque Cunha refere outro caso: uma especialista que nos últimos 15 dias fez 144 horas de urgência. Dois médicos internos que cada um deles fez 144 horas em 15 dias. "Na prática é dia sim, dia não, a fazer serviço de urgência. Não se pode pedir mais a estes médicos."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais