Gulbenkian dá um milhão de euros para premiar combate a alterações climáticas

Lusa 29 de janeiro de 2020
As mais lidas

O prémio para distinguir pessoas ou instituições que combatam as alterações climáticas, cujas nomeações decorrem até 24 de março, vai ser entregue no dia 20 de julho.

A Fundação Calouste Gulbenkian vai atribuir este ano um Prémio para a Humanidade no valor de um milhão de euros, para distinguir pessoas ou instituições que combatam as alterações climáticas.

Sérgio Lemos/Correio da Manhã

O prémio, cujas nomeações decorrem até 24 de março, vai ser entregue no dia 20 de julho, anunciou hoje a Fundação em comunicado.

São aceites nomeações relativas a contribuições para a redução de emissões de gases com efeito de estufa, para aumentar a resiliência aos impactos das alterações climáticas e angariação de fundos públicos ou privados para descarbonizar a economia.

A presidente da Fundação, Isabel Mota, considerou que o prémio assinala o compromisso da instituição com "a urgência da ação climática".

A seleção dos nomeados será feita por um júri externo dividido num Grande Júri presidido pelo ex-Presidente da República Jorge Sampaio e por um Comité de Especialistas presidido pelo cientista Miguel Bastos Araújo.

A decisão final será da Fundação, que escolherá de entre uma lista de nomeados, cujas candidaturas podem ser apresentadas com um formulário no seu site.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais