As melhores festas de Ano Novo na Europa

As melhores festas de Ano Novo na Europa
Ricardo Santos 29 de dezembro de 2021

O ano está a chegar ao fim, ainda estão ativas muitas restrições ligadas à pandemia, mas é possível conciliar viagens com festa. A pensar nisso, escolhemos cinco destinos europeus - quatro capitais nacionais e uma capital regional - para entrar em 2022. Seja para festejar o Ano Novo ou o fim deste.

Islândia, Dinamarca, Escócia, Alemanha e Catalunha são os destinos em cima da mesa. Nos planos estão fogos-de-artifício, procissões com tochas, mergulhos, champanhe na praça pública e comida de rua.

Reiquiavique, Islândia
À meia-noite, a população sai à rua com fogo-de-artifício, mas não são uns foguetes quaisquer. São comprados à unidade de Busca e Salvamento nacional, resultando na maior angariação de fundos do calendário. Com o bater das badaladas há uma impressionante chuva de cores sobre toda a cidade. Ao mesmo tempo, carros de bombeiros e navios aportados disparam as suas sirenes para receber o ano.
Saiba mais em visitreykjavik.is

Edimburgo, Escócia
É famoso o Ano Novo na capital escocesa. Até tem nome - Hogmanay. São três dias de festa, com o início a 30 de dezembro, noite da procissão das tochas ao estilo viking pela Royal Mile, área do centro histórico que vai do castelo à abadia de Holyrood. A 31 de dezembro, há concertos, estando confirmados os cantores escoceses Dougie McLean e Eddi Reader, vocalista dos Fairground Attraction.

À meia-noite está programado um espetáculo de pirotecnia junto ao castelo de Edimburgo e, para dia 1 de janeiro, fica guardado o tradicional mergulho nas águas do estuário do rio Forth.
Saiba mais em edinburgh.org

Copenhaga, Dinamarca
A festa faz-se na praça do município, olhos postos na torre do relógio. Garrafas de espumante trazidas de casa, foguetes e velas ajudam ao cenário. Nos Jardins Tivoli, num ambiente mais tranquilo, também não falta a pirotecnia e os restaurantes cheios de gente. É tradição nacional ter uma refeição especial a terminar e a iniciar a contagem de 12 meses. A montanha-russa dos Jardins funciona até haver clientes.
Mais informações em visitcopenhagen.com

Barcelona, Espanha
Na noite de 31, todos os caminhos vão dar à Praça de Espanha de onde se vê o espetáculo de fogo de artifício na colina de Montjuic. Quem preferir outra opção, o museu de arquitetura ao ar livre Poble Espanyol vai ter uma festa de dance music até às seis da manhã.
Também por aqui há a tradição de comer passas a cada badalada. Na Praça da Catalunha, bem no centro de Barcelona, o ritual cumpre-se com milhares de pessoas. Depois vêm as garrafas de Cava, o espumante regional.
Outras informações em catalunya.com

Berlim, Alemanha
Se não é a maior festa de rua da Europa, deve andar lá perto. Da Porta de Brandenburgo até à Coluna da Vitória são 2,5 quilómetros e toda a área se enche com perto de um milhão de pessoas em busca de celebração. A música no palco principal começa às 19h e dura até às 3h da manhã, tal como os espetáculos de laser, pontos de venda de comida e muito, mas mesmo muito fogo-de-artifício, uma tradição secular entre os alemães. O evento tem transmissão em direto no canal de televisão ZDF.
Saiba mais em visitberlin.de

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui