Vítimas de desastre ambiental no Brasil deverão receber 445 milhões de euros

CM 17 de agosto de 2018

Barragem destinada a conter os resíduos de lixo, controlada pela empresa Samarco Mineração, explodiu na região de Mariana, em 2015.

Por Correio da Manhã

O presidente da Fundação Renova, criada pela empresa mineira Samarco após o desastre da barragem da Samarco em 2015, prevê indemnizar em cerca de 2 mil milhões de reais (445 Milhões de euros), até ao final do ano, 19 mil famílias brasileiras vítimas do desastre.

De acordo com a revista brasileira Exame, Fernando Wakk, presidente da Renova, disse que o "período emergencial" está a terminar e que as 19 mil famílias que irão receber a indemnização representam as "mais vulneráveis", com perdas confirmadas no rompimento da barragem de Fundão.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login