Tony Carreira dá 20 mil euros a vítimas de fogos

CM 28 de novembro de 2017

Cantor propõe suspensão do processo de plágio. Autor da queixa pode recusar acordo.

Por Correio da Manhã

Tony Carreira, de 54 anos, foi esta segunda-feira ouvido no Tribunal de Instrução Criminal, no caso em que o Ministério Público o acusa de ter plagiado 11 músicas de artistas estrangeiros. O cantor chegou ao Campus de Justiça, em Lisboa, meia hora mais cedo [pelas 10h00], para o interrogatório de que foi alvo, à porta fechada.

No fim da audiência, o ‘cantor de sonhos’ explicou à imprensa que o processo ficou suspenso e que avançou com uma proposta para chegarem a um acordo. "Foi proposto um acordo de doar 10 mil euros à Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra, para apoio aos danos causados pelos incêndios, e mais 10 mil euros à Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login