Centeno: Ser presidente do Eurogrupo "não muda nada na política interna"

Negócios 04 de dezembro de 2017

O ministro das Finanças português diz que a sua eleição "não muda nada" na política interna, e garante que ter uma política orçamental cumpridora não será uma responsabilidade "nem nova, nem acrescida". Sobre o seu papel como Presidente, quer contribuir para "desafiar o que parecem ser equilibrios feitos" nos debates sobre o futuro do euro.

Por Rui Peres Jorge - Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login