Bancos venezuelanos restringem entregas em dinheiro por falta de notas

CM 12 de outubro de 2017

"Estive em Banesco e o dinheiro não chegou para toda a gente", disse um cliente à agência Lusa.

Por Correio da Manhã

A banca venezuelana voltaram esta quinta-feira a restringir a entrega de dinheiro em efetivo aos clientes por falta de notas para responder à procura da população, uma situação que provocou congestionamentos em várias sucursais bancárias na capital.

"Estive em Banesco e o dinheiro não chegou para toda a gente. Primeiro estavam a dar 30 mil bolívares semanais (Bs - 2,65 euros à taxa oficial mais alta) e passaram para 10 mil Bs (0,88 euros) e hoje acabaram", disse uma cliente à agência Lusa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login