Novo livro garante que Diana morreu em carro avariado

Bianca Marques com F.G 31 de maio de 2017

Quem matou a lady Di lança novos dados relacionados com a morte da princesa de Gales

O livro Quem matou a Lady Di, da autoria dos reporteres Pascal Rostain, Bruno Mouron e Jean-Michel Caradech, chega hoje às livrarias. Nele é confirmado que a morte da princesa Diana, no tunel da pont d'Alma, se deveu ao excesso de velocidade do carro, que segundo o antigo motorista estava avariado.

Os resultados do inquérito judicial, refletido no livro, revelam que não só que o motorista estava a conduzir o carro sob o efeito de alcool, como também tinha ingerido antidepressivos. O inquerito demonstrou também que o veículo em questão tinha estado envolvido num acidente.

O Mercedez S280 usado no dia do acidente, era propriedade do Hotel Ritz, onde estavam alojados tanto Diana de Gales como o companheiro Dodi Al Fayed. Um ano antes o carro tinha estado envolvido num acidente e tinham decidido destrui-lo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login