Pedro Nuno Santos serve discurso socialista em almoço de empresários

Pedro Nuno Santos serve discurso socialista em almoço de empresários
Margarida Davim 21 de fevereiro de 2020

Ministro defendeu o Estado, criticou a “ignorância atrevida” de alguns comentadores, garantiu que os socialistas percebem como funciona a economia e até se exaltou.

"Como devem imaginar ou saber, eu sou socialista. Sou mesmo". Mal os empresários tinham acabado de beber o café no almoço do International Club e já Pedro Nuno Santos servia uma defesa do socialismo a uma plateia de empresários e políticos com ligações aos negócios como Jorge Coelho e Miguel Frasquilho.

"Não são normalmente os meus maiores fãs, mas injustamente", continuava o ministro das Infraestruturas, que quis aproveitar o discurso para voltar a um tema que lhe é caro: a ideia de que cabe ao Estado o papel de motor da economia através do apoio à inovação.

O tema anunciado era a ferrovia e Pedro Nuno Santos apanhou o comboio de um tema que é difícil, para defender a tese que até já serviu de base a uma moção que levou ao último Congresso do PS, mas também para dar uma espécie de lição aos empresários sobre as vantagens do Estado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais