Passos e Cavaco assinam manifesto em defesa de alunos de Famalicão

Passos e Cavaco assinam manifesto em defesa de alunos de Famalicão
Diogo Barreto 31 de agosto de 2020

O caso dos dois alunos que faltaram a Educação para a Cidadania juntou políticos, advogados e clérigos em torno de um manifesto em prol da "defesa das liberdades de educação".

Um manifesto "em defesa das liberdades de educação" juntou Pedro Passos Coelho, Aníbal Cavaco Silva, Adriano Moreira, Sérgio Sousa Pinto, Manuela Ferreira Leite, o cardeal Patriarca D. Manuel Clemente, José Ribeira e Castro, entre dezenas de advogados, deputados, jornalistas e professores universitários. O dito documento enviado esta segunda-feira para as redacções pede que seja respeitada a vontade dos pais ou encarregados de educação dos alunos no que diz respeito à necessidade de assistir à disciplina de Educação para a Cidadania.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais