Lei anti-sismos não foi aplicada

Lei anti-sismos não foi aplicada
Susana Lúcio 05 de fevereiro de 2018

Há oito anos, o Parlamento recomendou ao Governo medidas para preparar o país para um sismo de grandes proporções.

Em 2010, pouco depois de um sismo de magnitude 6.0, com epicentro em Sines, que assustou a capital, o Parlamento aprovou um conjunto de medidas que visava preparar o país para um terramoto de larga escala. Mas as recomendações não foram executadas, avança o Jornal de Notícias.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais