Graça Freitas: "Não podemos perder o que conseguimos"

Leonor Riso 24 de abril de 2020

Regressar à normalidade possível quer dizer "reforçar a higiene pessoal", respeitar "normas de etiqueta respiratória", numa "nova forma de viver fora do estado de emergência". 

Graça Freitas apelou esta sexta-feira na conferência de imprensa sobre a situação do novo coronavírus aos portugueses para que não se perca "o capital que conseguimos" na luta contra a pandemia. 

A diretora-geral de Saúde considerou que se conseguiram duas coisas em Portugal: "Conseguimos ter uma curva da doença controlada, a subida rápida que podíamos ter tido não aconteceu, a curva mantém-se em níveis controlados, mas não são zero nem tendem para zero". A segunda é que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) conseguiu "responder" à pandemia, ao "detetar com testes, tratar adequadamente, de vigiar os contactos".

"Se adoecermos hoje o nosso SNS tem capacidade de atender e de cuidar de nós. Isso acontece porque houve um movimento de prevenção de saúde pública que diminuiu a transmissão. Isso conseguiu-se com milhões de pessoas numa nova forma de estar na vida. Não podemos perder o capital que conseguimos. Quando retomarmos a nossa vida, temos que o fazer mantendo muitas das regras que aplicámos nestas semanas. Temos que conviver dentro dos nossos pequenos núcleos de amigos, familiares, com distanciamento social", aconselha Graça Freitas. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais