De António Costa a Eduardo Cabrita. Como é ter o mesmo nome de um político?

De António Costa a Eduardo Cabrita. Como é ter o mesmo nome de um político?
Marco Alves 06 de agosto

Recebem SMS de ministros por engano, têm problemas com os carteiros e passam a vida a corrigir equívocos. António Costa (falámos com vários), André Ventura, Eduardo Cabrita e Luís Montenegro contam-nos as suas histórias.

António Costa, jornalista, publisher do jornal online ECO, há muito que está habituado a desfazer equívocos sobre o seu nome – há tantos anos desde que o outro António Costa está na política, ou seja, há décadas. “Já me aconteceu, no tempo em que António Costa era ministro da Administração Interna [2005-07, governo de José Sócrates], ter ligado para o ministério, identifiquei-me, disse que queria falar com o secretário de Estado e responderam logo ‘vou já passar!’ Não estava habituado a tanta rapidez... A chamada foi passada e o secretário de Estado começou com um “diga, senhor ministro...’”

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais