Candidato PSD/CDS participou em manifestações do Chega

É presidente da secção de Macau e Hong Kong pelo PSD desde 2014, já elogiou o partido de André Ventura nas redes sociais e agora candidata-se à Assembleia Municipal de Proença-a-Nova através da coligação PSD/CDS.

Presidente da secção de Macau e Hong Kong do PSD, presença nas manifestações do Chega e agora candidato à Assembleia Municipal de Proença-a-Nova pela coligação PSD/CDS- este é o percurso mais recente de Vitório Rosado Cardoso, nascido em Macau, filho de militares portugueses. Para as próximas autárquicas, escreveu nas redes sociais, diz ser "o braço armilar de Proença-a-Nova".

Sobre a relação que o presidente da secção de Macau e Hong Kong do PSD tem com Proença-a-Nova, já que nasceu em Macau, há várias dúvidas, mas Vitório esclarece os curiosos nos comentários do Facebook: "O meu avô paterno é de Proença-a-Nova. Isso chega?". "E a minha mulher também é de lá. Isso chega?", acrescenta. 

Vitório nunca escondeu as suas convicções e participou recentemente em duas manifestações do Chega - uma no final de junho e outra no início de agosto do ano passado. Nas duas, caminhou sempre muito próximo de André Ventura, com a bandeira laranja do PSD ao ombro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais