Câmara de Coimbra gastou 44 mil euros em floreiras no âmbito da covid-19

Câmara de Coimbra gastou 44 mil euros em floreiras no âmbito da covid-19
Diogo Barreto 24 de novembro de 2020

A câmara socialista incluiu a compra de floreiras para divisórias para serem usadas em restaurantes no âmbito das medidas de apoio ao combate da pandemia de Covid-19.

Compra de máscaras ou serviços de internet móvel para alunos carenciados. São duas das aquisições feitas pela Câmara Municipal de Coimbra para combater a pandemia de covid-19 que chegou ao país em março e já matou mais de 3.700 pessoas. Mas a maior rubrica de despesas extraordinárias no âmbito do novo coronavírus é mesmo de "aquisição de floreiras para divisórias", por ajuste direto. A autarquia justifica esta medida como um apoio à restauração local, fornecendo divisórias que permitam aos restaurantes receber clientes mantendo a sua distância através destas divisórias.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais