Banqueiro Tomás Correia exige que pensão de 14 mil euros seja aumentada

Banqueiro Tomás Correia exige que pensão de 14 mil euros seja aumentada
SÁBADO 16 de fevereiro de 2020

Ex-líder do Montepio quer que reforma de 14.300 euros seja recalculada e interpôs uma ação em tribunal.

Tomás Correia, ex-líder do Montepio, interpôs uma ação em tribunal contra a Caixa Geral de Aposentações (CGA). O gestor recebe uma pensão de 14 300 euros por mês, mas quer que a mesma seja recalculada, porque considera que deveria receber mais por ter integrado o Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais