Ach Brito: A mais antiga fábrica de sabonetes de Portugal

Myriam Gaspar 14 de outubro de 2017

Comprada por um fundo de capital de risco em 2015, comemora agora 130 anos – com a abertura de novas lojas.


Aquiles de Brito ponderou longamente, durante vários meses, se ia vender a maioria do capital da Ach Brito, a mais antiga fábrica de sabonetes de Portugal, à Menlo, uma sociedade capital de risco fundada por Ricardo Cunha Vaz. Não era a primeira vez que abria a porta à entrada de estranhos na empresa familiar criada pelo bisavô, Achilles de Brito. Mas desta vez, era diferente. "Em 2008, surgiu a oportunidade de adquirir a Confiança, o fundo i9 Capital era a única forma de nos financiarmos.

Essa decisão custou -me. Mas foi importante. A entrada do fundo veio disciplinar a empresa, que passou de limitada a sociedade anónima. Tornámo-nos mais profissionais." Agora, o motivo era outro. "Sempre achei que a marca tinha um potencial enorme para ser explorada de outra forma e expandir mais", explica.

Recebeu várias propostas. "Algumas inacreditáveis!" Mas a empatia e o entusiasmo de Ricardo Cunha Vaz, que é um grande admirador da marca, ditaram o desfecho do negócio, em 2015. Aquiles de Brito ficou como segundo sócio minoritário e administrador não executivo. Francisco Neto é o CEO. "Espero que sirva de exemplo a outras empresas familiares que receiam a mudança. Normalmente, há entrada de fundos quando as empresas estão mal. Mas os negócios devem fazer-se quando se está bem", defende o empresário do Norte, que relembra que tinha apenas 22 anos quando assumiu as rédeas da empresa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais