Onde estava Pedro Guerra no Apito Dourado?
Carlos Rodrigues Lima Grande Repórter
21 de novembro de 2017

Onde estava Pedro Guerra no Apito Dourado?

O comentador tem todo o direito a defender-se e a dizer a maiores alarvidades. Mas convém ter memória e autoridade moral

Há um tique comum a muitos comentadores, sejam eles da política, economia ou do desporto: enchem o peito de ar e proclamam verdades universais, como se fossem uma espécie de oráculos a quem se deve recorrer em caso de desorientação. Pedro Guerra transformou-se, nos últimos anos, num desses casos, surgindo nos espaços de comentário desportivo como um portador do conhecimento, cujos sermões deveriam ser escutados. É um estilo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais