É possível outro caminho
Ana Rita Cavaco
24 de maio

É possível outro caminho

Ninguém entenderia que depois de tudo aquilo que nos aconteceu, Portugal ignorasse mais uma vez os Enfermeiros e os tratasse como gente descartável que se usa e deita fora. Chegou a hora de colocar a valorização profissional dos Enfermeiros no topo das prioridades políticas deste país.

Não me venham dizer que não é possível dar dignidade aos enfermeiros, corrigir as injustiças de que têm sido alvo e virar, de uma vez por todas, a página negra da enfermagem em Portugal.

Os sinais parecem mostrar que a pandemia navega para bom porto. É uma vitória de todos. Chegou a hora de colocar os olhos no futuro e olhar, com justiça e respeito, para a vida de milhares de Enfermeiros que não se esconderam na hora de enfrentar uma das mais duras batalhas de saúde pública em Portugal.

Para lutar contra as injustiças e repor a dignidade profissional dos enfermeiros não é preciso inventar a roda, basta olhar, por exemplo, para aquilo que tem sido feito nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui