A Vida em Directo na TV
A Porteira
18 de abril de 2018

A Vida em Directo na TV

"Gostei muito de ouvir o Engenheiro, o Doutor Salgado, que vai sempre muito bem, que é um gosto ver esta gente assim da alta a falar. E também gostei do Doutor Granadeiro, mas menos, e do outro Doutor que tem um nome estrangeiro que nunca consigo apanhar bem como é que se diz"

Acompanhei com muita atenção aquele programa que deu na SIC sobre a operação Marquês. Como já não tenho televisor na cozinha, que era um daqueles antigos, do tempo da outra senhora, com um filtrozinho roxo assim numa folha à frente, e pra mais de válvulas, que se fundiu e já só se ouvia assim umas vozes no fundo do poço. Foi pró galheiro, vá. Desculpem lá a linguagem, mas é mesmo assim. Já estava prontinho para ir para o lixo, mas a minha nora mais nova quis ficar com ele, diz que para fazer uma mesinha-de-cabeceira, que agora os jovens gostam muito de encher as casas todas é de porcaria.

Eu ainda sou das clássicas, que tenho uma mobília de quarto que é tudo a dizer umas coisas com as outras: a cómoda a dizer com o guarda-fatos e o psiché a dizer com as costas da cama, como pertence. Enfim, olhem, é o que é...

Mas dizia eu que como já não tenho televisor na cozinha e tinha de fazer uns pastéis de massa tenra prós anos da mãe do engenheiro aqui do quarto esquerdo, que faz noventa anos no sábado. Uma idade  bonita, não desfazendo. Por acaso, a senhora até está acamada, toda entrevadinha vai pra mais de vinte anos, e já não dá muito acordo de si, mas eles gostam sempre de lhe fazer a festinha, não se vá dar o caso de ela se lembrar que faz anos e também depois era uma desconsideração. Mal não faz, que é o diz o engenheiro, e tem razão, digo eu.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui