Neha foi morta pela família por usar calças de ganga

Neha foi morta pela família por usar calças de ganga
Diogo Barreto 29 de julho

A jovem de 17 anos foi espancada por avós e tios por usar calças de ganga. Família também não gostava que pais a tivessem permitido prosseguir os estudos.

Neha Paswan, de 17 anos, foi alegadamente espancada até à morte por membros da sua família em Uttar Pradesh, na Índia, porque os elementos não gostavam que a jovem usasse calças de ganga.

A mãe da jovem, Shakuntala Devi Paswan, disse à BBC que a adolescente foi violentamente agredida com paus pelo próprio avô e tios na sequência de uma discussão relativamente às suas roupas. "Ela jejuou durante todo o dia por motivos religiosos. À noite vestiu umas calças de ganga e um top e passou depois ao cumprimento dos seus ritos. Quando o avô reclamou sobre a roupa que ela estava a usar, Neha respondeu que as calças tinham sido feitas para serem usadas e que ela ia continuar com elas vestidas", explicou a mãe. A discussão aumentou de volume e evoluiu para a violência, relata a progenitora.

Durante as altercações, Neha foi agredida e desmaiou. Foi chamado um veículo para alegadamente a levar ao hospital. "Eles não me deixaram acompanhá-la, por isso alertei os meus familiares para que fossem ao hospital local e procurassem por ela, mas eles não a conseguiam encontrar", explicou a mãe à BBC. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais