Mena denunciou o casamento forçado e foi morta a tiro

Mena denunciou o casamento forçado e foi morta a tiro
Leonor Riso 12 de maio de 2019

A jornalista Mena Mangal foi morta a tiro no Afeganistão. O seu trabalho versava sobre os direitos das mulheres.

Mena Mangal, uma das jornalistas mais conhecidas do Afeganistão, foi morta a tiro este sábado, dia 11, em Cabul. Mangal era conhecida pelo seu trabalho na televisão, que denunciava casamentos forçados contra a vontade das mulheres, e defendia os direitos ao trabalho e à educação das mulheres.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais