Madrid. Testes à covid-19 usados em profissionais de saúde não são fiáveis

Madrid. Testes à covid-19 usados em profissionais de saúde não são fiáveis
Mariana Branco 06 de maio de 2020

Testes têm uma sensibilidade de 74,9% e não de 92% como tinha assegurado a presidente da Comunidade de Madrid.

Os 100 mil testes rápidos à covid-19 comprados pela Comunidade de Madrid para testar os profissionais de saúde têm "uma fiabilidade muito menor do que anunciou o governo" espanhol, revela um documento interno da administração de saúde de Madrid avançado pelo El País.

Há um mês, a presidente da Comunidade de Madrid assegurou que a sensibilidade dos testes alcançava os 92%, tendo apresentado aquela compra como "um exemplo de boa gestão". "Testámos [os testes] com um estudo de microbiologia no hospital de La Paz e deram-nos mais sensibilidade e confiança que os fornecidos pelo governo", disse na altura Isabel Díaz Ayuso.

Mas este documento, a que o jornal teve acesso, reduz a sensibilidade destes testes para 74,9% e garante que dão resultados menos precisos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais