Juíza deixou condutora embriagada sair em liberdade por ser mulher

Juíza deixou condutora embriagada sair em liberdade por ser mulher
Diogo Barreto 21 de abril de 2019

A juíza informou a condutora que "se fosse um homem seria condenada" a pena de prisão. A mulher admitiu à magistrada que ia bêbada.

Victoria Parry embateu com o carro em vários outros veículos em Stratford-upon-Avon, Inglaterra. O carro da inglesa ficou imobilizado numa valeta onde se incendiou. A polícia que se deslocou ao local determinou que a condutora do acusava uma percentagem de álcool no sangue quase três vezes superior ao permitido pela lei inglesa. No entanto, a juíza encarregue pelo caso decidiu deixar a condutora em liberdade.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais