Deputada catalã foge de Espanha antes de ser presa

Susana Lúcio 23 de março de 2018

Marta Rovira, a secretária-geral da Esquerra Republicana, fugiu antes de ser ouvida hoje de manhã no Supremo Tribunal espanhol por suspeita de sedição.

A secretária-geral da Esquerra Republicana catalã, um dos partidos que apoiam a independência da Catalunha, Marta Rovira fugiu de Espanha para escapar a uma possível detenção.

A dirigente do partido, cujo líder, Oriol Junqueras, já se encontra preso, acusado de sedição por ter participado na organização do referendo para a independência, devia apresentar-se hoje perante o Supremo Tribunal onde iria ouvir as acusações que pendem sobre si.

"Sinto tristeza, mas muito mais triste haveria de ser viver silenciada interiormente. Sentir a minha liberdade de expressão censurada por tribunais que intimidam e que que aplicam – descaradamente – critérios políticos", escreveu numa carta publicada pelo partido online.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais