Como foi encontrado, 13 anos depois, o suspeito de raptar Maddie?

Como foi encontrado, 13 anos depois, o suspeito de raptar Maddie?
SÁBADO 06 de junho de 2020

Uma conversa com um amigo num bar na Alemanha terá colocado Christian Brueckner na mira das autoridades. Agora, foi colocado como suspeito de raptar e matar a criança de três anos na Praia da Luz, no Algarve.

Em maio de 2017, quando se assinalava o 10.º aniversário do desaparecimento de Madeleine McCann, as imagens da casa onde a criança de 3 anos passava férias com os pais e os irmãos gémeos num aldeamento da Praia da Luz, no Algarve, começaram a passar na televisão de um bar. Embriagado, com um amigo, Christian Brueckner terá dito que sabia tudo sobre o crime. Terá ainda mostrado ao amigo um vídeo de uma violação de uma mulher, segundo os meios de comunicação alemães.

O amigo de Brueckner comunicou depois o caso às autoridades, o que levou a Polícia Judiciária a procurar casos de violação por resolver. Foi assim que encontrou o caso de uma mulher norte-americana de 72 anos, vítima de violação na Praia da Luz. E o nome de Maddie voltou à tona.

Foi pelo caso desta mulher de 72 anos que, em dezembro do ano passado, Christian Brueckner se sentou no banco dos réus no Tribunal de Braunschweig, na Alemanha, e acabou condenado pelo crime de violação. O caso, que remonta a setembro de 2005, prescreveu em Portugal por falta de suspeitos mas acabou a ser julgado naquele país.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais