Colin é o primeiro homem a atravessar a Antártida sozinho e sem ajuda

Colin é o primeiro homem a atravessar a Antártida sozinho e sem ajuda
Leonor Riso 27 de dezembro de 2018

Percorreu a pé 1.500 quilómetros, superou ventos com mais de 80 quilómetros por hora, puxou um trenó com 170 quilos - e Colin O'Brady conseguiu alcançar a sua meta.

E no dia 26, ele chegou. Depois de 54 dias a atravessar a Antártida, sozinho e sem qualquer assistência, Colin O' Brady alcançou a sua meta, tornando-se o primeiro homem a completar a travessia nestas condições. A pé, O'Brady percorreu quase 1.500 quilómetros. Foi registando a sua viagem na página de Instagram com o seu nome, mas quando terminou, a primeira coisa que fez foi telefonar à mulher, Jenna. "Eu fi-lo!", afirmou, em lágrimas.

O norte-americano de 33 anos é de Portland, no estado do Oregon. Era lá que se encontrava a sua família, para celebrar a época natalícia, quando ouviram a voz de Colin vinda da Antártida. "Foi uma chamada emotiva. Ele parecia arrebatado pelo amor e pela gratidão, e queria mesmo dizer 'obrigado' a todos nós", recordou Jenna ao jornal The Guardian.

À sua travessia, Colin chamou The Impossible First. Os últimos 129 quilómetros da travessia foram feitos numa tirada final, durante 32 horas. "Apesar de as últinas 32 horas terem sido as mais desafiantes da minha vida, também foram um dos melhores momentos que já vivi", escreveu O'Brady no Instagram.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais