A fotografia que revelou a crise de subnutrição que assola a Síria

A fotografia que revelou a crise de subnutrição que assola a Síria
Diogo Barreto 23 de outubro de 2017

Sahar Dofdaa tinha um mês e pesava dois quilos, morreu este domingo. A sua fotografia chamou a atenção internacional para um dos problemas mais graves da Síria.


O Estado Islâmico perdeu grande parte dos seus bastiões na Síria. Mas há ainda dezenas de milhares de civis a viverem em condições de guerra insuportáveis. Uma fotografia de um bebé subnutrido lembrou o mundo desta condição. A criança da fotografia morreu num subúrbio de Damasco, controlado pela oposição ao governo de Bashar al-Assad. 

A pequena Sahar Dofdaa, com apenas um mês, pesava menos de dois quilos, tinha uma pele cinzenta, da cor do pó, e a pele colada aos ossos, com as costelas e as omoplatas a sobressaírem. Nos pequenos braços da criança estava um tubo intravenoso que era usado para o alimentar, na cidade de Hamouria. Sahar morreu no domingo. Um dia depois emocionou milhões de pessoas que se lembraram que a Síria está a ultrapassar uma crise humanitária comparável a poucas outras da sociedade actual.

As imagens foram divulgadas esta segunda-feira pela agência noticiosa Agence France Press. O fotógrafo que captou o estado fragilizado da criança foi Amer Almohibany que fotografou também a sua pequena campa este domingo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais