A polémica da camisola da Póvoa de Varzim plagiada

A estilista americana Tory Burch lançou uma camisola muito parecida à tradicional Camisola Poveira da Póvoa de Varzim. Depois de uma chuva de acusações, a marca veio agora pedir desculpas.

Na sua coleção de Primavera SS21, anunciada em fevereiro, a estilista americana Tory Burch lançou uma camisola de lã com suspeitas semelhanças à Camisola Poveira, uma peça de vestuário tradicional da Póvoa de Varzim que pode ser comprada na região por cerca de €30. O preço anunciado pela marca: €695, ou mais de vinte vezes esse valor.

Segundo a marca, a sua peça é inspirada pela "técnica com propósito e um amor por texturas naturais", e inspirada na tradicional baja mexicana, mas a Tory Burch (o nome da marca e da estilista) negligenciou, inicialmente, a bastante mais flagrante parecença com a Camisola Poveira, do desenho das figuras bordadas a detalhes como as mangas e a gola.


A camisola tradicional portuguesa, bordada em lã branca de fio grosso e com ilustrações em lã preta e vermelha, remonta, como explica a página oficial da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, à primeira metade do século XIX, altura em que era bordada primeiro pelos pescadores e, mais tarde, pelas suas "mães, esposas e noivas". 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login