Gigante dos frutos vermelhos aposta em Portugal

Maria Espírito Santo 16 de setembro de 2017

A água pura e o clima ameno do Sudoeste Alentejano cativaram a maior produtora mundial de frutos vermelhos, que há 10 anos assentou plantações em Portugal. O negócio continua a crescer: prevêem facturar 49,5 milhões em 2021


Sete hectares de framboesa e 30 de morango. Tudo começou em ponto pequeno, em 2006. Nessa altura havia pouca mão-de-obra e o meio era pequeno, a concorrência praticamente não existia: havia alguém que alugava tractores, outra pessoa que se especializava na irrigação, pouco mais. "No início foi tudo difícil: era outra cultura, outra língua, outras leis", explica Eduardo Lopez, o americano, descendente de mexicanos, que foi destacado para liderar a propriedade da Zambujeira do Mar. Mudou-se da Califórnia para a pequena localidade portuguesa: a estadia, que era suposto durar dois anos, prolongou-se por 11. Pelo meio, a Maravilha Farms passou de 810 toneladas de produção (no ano de arranque, em 2007) a 2.750 toneladas de framboesas, mirtilos e amoras colhidos em 2016.

"Cerca de 50% das framboesas consumidas na Europa são produzidas em Portugal. Dessas, 25% são da Maravilha Farms", adianta Luís Pinheiro, novo director-geral da empresa que pertence ao gigante norte -americano Reiter Affiliated Companies, o maior produtor de frutos vermelhos do mundo. Neste momento, Portugal representa 2% do grupo: "É o momento de investir para nos tornarmos uma área de referência." Na próxima segunda-feira, dia 15, apresentam a estratégia para o negócio até 2021, com a presença confirmada do primeiro-ministro António Costa e do ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos. O objectivo é atingir os 49,5 milhões de euros em facturação – meta que a própria expansão dos terrenos deve acompanhar. Ou seja: os cerca de 150 hectares que hoje ocupam (cerca de 100 nas quintas do Brejão e da Bica, na Zambujeira do Mar, e o resto em Tavira) devem crescer para 300.

Também porque os pequenos frutos se vêem cada vez mais nos supermercados. Vão acompanhando uma tendência: a alimentação saudável. Têm muitas vitaminas, minerais e antioxidantes. Mas o consumo dos portugueses ainda não está ao nível do de outros países da Europa. Aliás: basta lembrar que cerca de 99% dos frutos produzidos na Maravilha Farms têm como destino o exterior. Reino Unido e Irlanda vêm em primeiro na lista de principais consumidores, seguidos por Alemanha e Países Nórdicos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais