O último golo de Eusébio

O último golo de Eusébio
Carlos Torres 19 de março de 2017

Antes dos livres, avisava para onde ia chutar. Foi assim que marcou a 12 de Fevereiro de 1978, pelo União de Tomar – na despedida das balizas nacionais

Naquela tarde de Inverno, com sol e algum vento, as atenções dos adeptos do futebol estavam viradas para o estádio da Luz, onde se jogava o Benfica-Sporting. Um dérbi que iria entrar para a história por causa de um episódio insólito. Aos 54 minutos, Vítor Baptista, ao festejar com os colegas um golo (que iria ser o da vitória) perdeu o seu brinco e pôs árbitro e jogadores a esgravatar na relva à procura do adereço, que nunca apareceu.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais