"O que interessa não é se os e-mails são verdadeiros ou falsos"

'O que interessa não é se os e-mails são verdadeiros ou falsos'
Diogo Barreto 22 de dezembro de 2017

O advogado do Benfica reconhece que, caso os e-mails divulgados sejam verdadeiros, "uma ou outra questão pode ser considerada tráfico de influências".

João Correia, advogado do Benfica, falou sobre as cartas enviadas pelo clube da Luz a quem descarregou os e-mails que circulam na Internet. Correia falou sobre "os meios de averiguação" existentes no Benfica, antes de se debruçar sobre a violação da vida privada.

Sobre essa alegada violação dos e-mails, o advogado referiu: "[Violação] do Benfica sim, do espaço do Benfica sim, de detecção e apreensão dos e-mails sim".

Sobre as cartas enviadas àqueles que descarregaram os e-mails que circulam na Internet, Correia disse: "Não violou nada. Se me enviar o email com o registo que foi recebido, sei que o recebeu. Quem o fez praticou um crime e por isso o Benfica reage em legítima defesa. Não viola lei nenhuma. Não sou alto especialista em informática. Essas pessoas violaram os e-mails para os lerem e divulgarem".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais