EUA vs Holanda: Casa Branca ou Laranja?

EUA vs Holanda: Casa Branca ou Laranja?
Rui Miguel Tovar 07 de julho de 2019

Joga-se hoje em Lyon a final do Mundial feminino, com favoritismo para as Capitãs-Américas, invictas há 16 jogos (desde 2011).

EUA. Três letras. Pódio. Três lugares. Acredite, EUA e pódio encaixam-se às mil maravilhas. No Mundial do futebol feminino, queremos dizer. Primeiras em 1991, terceiras em 1995, primeiras em 1999, primeiras em 2003, terceiras em 2007, segundas em 2011, primeiras em 2015. Falta só definir o lugar em 2019: ou é primeiro ou segundo. Depende delas. E, vá, da Holanda. É hoje, a final, em Lyon, às 16 horas. 

Em sete Mundiais, nunca abaixo do terceiro lugar. É obra. De uma selecção de super-mulheres. Desde o tempo de Michelle Akers, melhor marcadora e Bola de Prata em 1991. É o primeiro Mundial, organizado na China, e os EUA cometem a proeza de ganhar todos os jogos. É assim mesmo, sem espinhas. Nos últimos três jogos, a partir do mata-mata, 14 golos marcados: metade dos quais de Akers. A Bola de Ouro vai para Carin Jennings. Sozinha, derruba a Alemanha na meia-final com um hat-trick. 

A segunda conquista aparece em 1999, nos EUA. É o Mundial dos estádios cheios, a abarrotar. Empurradas pelo ruidoso e frenético público, as super-mulheres chegam à final só com vitórias. A mais entusiasmante é o 3-2 à Alemanha, nos quartos-de-final, em Washington, com o clã Clinton (Bill, Hillary e Chelsea) na bancada. A defesa Brandi Chastain é a figura. Do jogo. E do próprio Mundial. Marca um autogolo e redime-se com o golo do 2-2. Na final, uma semana depois, no Rose Bowl (o mesmo palco da final masculina entre Brasil e Itália em 1994), é ela quem marca o penálti decisivo com a China. Mal a bola entra na baliza à guarda de Gao Hong, a inevitável corrida de Chastain para o abraço das companheiras. Depois, o insólito strip-tease da camisola. Vira imagem de marca. Global. Tanto Chastain como os seus abdominais e o soutien preto. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais