Pedro recuperou do coronavírus. "Se pudesse ia fazer a minha vida"

Pedro recuperou do coronavírus. 'Se pudesse ia fazer a minha vida'
Markus Almeida 20 de março de 2020

Pedro Xavier Simões, 30 anos, passou uma semana no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra: "À medida que mais infetados iam dando entrada, fui deixando de ver médicos e enfermeiros".

Foi tudo muito rápido. A 10 de março, Pedro Xavier Simões, gestor de marketing e e-ecommerce numa empresa de componentes de bicicleta em Águeda, estava a trabalhar quando se começou a sentir mal. Duas horas depois deu entrada no hospital local, onde ficou em isolamento até ser transferido para o Centro Hospitalar Universitário de Coimbra. Aí, testou positivo ao novo coronavírus

Teve alta hospitalar na terça-feira, 17. Hoje, três dias depois, como se sente?
Sinto-me bem. Se pudesse ia lá fora andar de bicicleta, ia ver o mar, fazer a minha vida… Ou então, ia trabalhar!

E já se sentia bem no dia em que teve alta?
Quer dizer, na verdade, nestas circunstâncias uma pessoa nunca se sente realmente bem porque sabe que o bicho ainda cá anda. Neste momento tenho de ir medindo a temperatura, assegurar-me de que a febre está controlada e de que não surja qualquer outro sintoma que possa agravar a minha situação. Tenho de continuar a recuperar para poder ajudar as outras pessoas. Estou num quarto isolado em casa dos meus pais. Tenho de ficar assim durante 10 dias e sempre que saio para ir à casa de banho tenho de usar máscara. Tenho de ficar em isolamento.

Foi internado quando?
No dia 10, por volta das 16h, fui ao hospital da Águeda porque não me sentia bem. Fiquei lá em isolamento até ao dia seguinte por falta de resposta da linha SNS24. Só então fui transportado para o hospital de Coimbra. Às 13h fiz os exames e depois esperei oito ou nove horas pelos resultados. Estive sempre num quarto isolado até que os médicos vieram ter comigo para me dizer que o exame deu positivo. Aí puseram-me num quarto com zona de pressão negativa [uma sala hermética com um sistema de ventilação que renova o ar constantemente e onde a pressão atmosférica é mantida mais baixa do que no resto do hospital].

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais