Nesta escola não se castiga, medita-se

Nesta escola não se castiga, medita-se
Leonor Riso 28 de setembro de 2016

A iniciativa de uma escola norte-americana está a surtir óptimos resultados

Em Baltimore, no estado norte-americano do Maryland, uma escola primária decidiu trocar os castigos por meditação. Desde o início de 2015 que não é suspenso um único aluno da escola Robert W. Coleman.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais