Como é viver cinco dias sem produzir lixo? Difícil

Juliana Nogueira Santos 19 de janeiro de 2020

Reciclar não foi suficiente. Foi preciso andar sempre com um kit com talheres, cantil e guardanapo atrás, apanhar a água do banho com um alguidar, cozinhar cascas de vegetais e fazer detergente da roupa. No fim, o caixote ficou quase vazio.

Era meio-dia e o restaurante estava cheio. A mesa tinha sido reservada e assim que me sentei reconheci os meus três inimigos:  toalha e guardanapos de papel e um prato com pequenas embalagens de manteiga e patês. "Hoje não como entradas", avisei os meus amigos, enquanto tirava o guardanapo de pano que levava na carteira e afastava o de papel. "Ah, é aquela coisa do desperdício, não é?", perguntaram. Era.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais