Bruno Aleixo oferece uma longa "bué simbólica" aos fãs

Filipa Teixeira 23 de janeiro de 2020

Apresentado em São Paulo e com antestreia no Porto e em Anadia - terra natal da personagem - O Filme do Bruno Aleixo chega aos cinemas nacionais a 23 de Janeiro

Rodado entre a Bairrada e Coimbra, com cenas de crime na Curia, no concelho de Anadia, e um salto ao Rio de Janeiro, O Filme do Bruno Aleixo é, na verdade, um metafilme. A narrativa desenrola-se à volta de ideias hipotéticas, num guião autobiográfico de Aleixo, boneco de culto entre o cão e o urso, inspirada nos Ewoks da saga Star Wars e atualmente com três rubricas na Antena 3, rodeado pelos companheiros Busto, Renato Alexandre e Homem do Bussaco. "As referências são nossas, dos anos 80 e 90, mas tentámos que parecessem ser das personagens", explica Pedro Santo (a voz de Busto), que, ao lado de João Moreira, é um dos criadores do ícone e também argumentista e realizador desta "longa metragem bué simbólica" para os fãs.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais