Rogoff: "Nunca tivemos 30 anos tão bons para reduzir a desigualdade no mundo"

Negócios 29 de maio de 2017

O antigo economista-chefe do FMI apresentou uma visão optimista do passado recente e do futuro de médio prazo, defendendo que a economia mundial melhorará nos próximos cinco a dez anos.

Por Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login