Porto de Setúbal parado há um mês devido a protesto dos estivadores precários

Negócios 05 de dezembro de 2018

O Porto de Setúbal está praticamente parado há um mês devido à recusa dos estivadores eventuais em se apresentarem ao trabalho, em protesto contra a situação de precariedade em que se encontram, alguns há mais de 20 anos.

Por Lusa - Jornal de Negócios

"Nem um passo atrás" tem sido o lema dos cerca de 90 estivadores da empresa de trabalho portuário Operestiva, que não se apresentam ao trabalho desde o passado dia 5 de Novembro, e a que se juntaram a semana passada mais algumas dezenas de estivadores eventuais da Setulsete, outra empresa de trabalho temporário do Porto de Setúbal, para exigirem um contrato colectivo de trabalho.

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login