Ministro brasileiro diz que governo não pretende interromper fusão Embraer/Boeing

Negócios 07 de janeiro de 2019

O ministro brasileiro Augusto Heleno garantiu que o governo liderado por Jair Bolsonaro não contempla a possibilidade de interromper a fusão entre as fabricantes de aeronaves Embraer e Boeing.

Por Lusa - Jornal de Negócios

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional do Brasil (GSI), general Augusto Heleno, afirmou hoje que o Governo não pensa interromper a fusão entre as fabricantes de aeronaves Embraer e Boeing, após dúvidas levantadas pelo Presidente, Jair Bolsonaro.

"Não se está a pensar em interromper essa negociação, não", afirmou o general Augusto Heleno, citado pelo jornal Folha de S. Paulo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login