Medina quer AML com autoridade sobre todos os operadores de transportes

Negócios 18 de março de 2019

A Transportes Metropolitanos de Lisboa seria criada até ao fim deste ano. Medina quer reforçar quota dos transportes públicos de 25% para 35%.

Por Maria Babo - Jornal de Negócios

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, assumiu esta segunda feira, 18 de março, na cerimónia de assinatura dos contratos para os novos tarifários na área metropolitana de Lisboa, a prioridade de, até ao final de 2019, criar a TML - Transportes Metropolitanos de Lisboa. Uma entidade que, explicou, terá "funções de gestão de bilhética, de autoridade de gestão, de concedente ou acionista".

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login