FLM começou com moda gay e entra nos biquínis

Negócios 19 de fevereiro de 2019

A têxtil de Guimarães, que se especializou na produção de moda íntima gay, está a investir 100 mil euros na diversificação da produção para os fatos de banho e de desporto.

Por Rui Neves - Jornal de Negócios

Filipe Marinho debutou profissionalmente no departamento comercial da fábrica de tecidos de algodão e linho do Castanheiro, criada em Guimarães em 1885 e que faliu há mais de uma década.

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui