Doentes com espondilite anquilosante perdem 110 dias de trabalho por ano

CM 19 de fevereiro de 2019

Cerca de 71% dos doentes referem que a doença tem impacto no trabalho. A maioria teve que se reformar antecipadamente ou entrar em baixa permanente.

Por Lusa - Correio da Manhã

Um doente com espondilite anquilosante perde em média 110 dias de trabalho por ano devido a baixas, dispensas médicas ou falta de produtividade, revela um estudo que é apresentado esta terça-feira em Lisboa.

O prejuízo causado na economia por esta doença reumática crónica chega a vários milhões de euros, conclui o estudo arEA - Avaliação de resultados na espondilite anquilosante, que visou perceber o impacto da doença na vida dos doentes e averiguar a perceção e resposta dos cuidados primários no diagnóstico e referência atempada dos doentes para a especialidade.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui