Cabrita: Nova orgânica da Proteção Civil reforça rigor no uso de dinheiro público

Negócios 02 de fevereiro de 2019

Relatório da IGAI aponta para disparidades entre os pedidos de pagamentos sobre o fornecimento de refeições e o número de operacionais presentes no incêndio que deflagrou nos concelhos da Sertã, Proença-a-Nova e Mação em 2017.

Por Lusa - Jornal de Negócios

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, sublinhou este sábado, em Coimbra, que a nova orgânica da Proteção Civil vai reforçar o rigor e a transparência no uso de dinheiros públicos, avança a Lusa.



A afirmação do ministro surge após a divulgação de um relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que aponta para disparidades entre os pedidos de pagamentos sobre o fornecimento de refeições dirigidos à Autoridade Nacional de Proteção Civil pelas corporações de bombeiros e o número de operacionais, referenciados como presentes no teatro de operações na fita do tempo do incêndio que deflagrou nos concelhos da Sertã, Proença-a-Nova e Mação em julho de 2017.



Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui