BCE prevê abrandamento mais forte da economia da Zona Euro

Negócios 27 de dezembro de 2018

O Banco Central Europeu (BCE) estima que o crescimento económico mundial abrande no próximo ano e reviu em baixa as previsões para a evolução da economia na Zona Euro.

Por Pedro Curvelo - Jornal de Negócios

O Banco Central Europeu (BCE) estima que o crescimento económico mundial abrande no próximo ano, tendo também revisto em baixa as previsões para a evolução da economia na Zona Euro.


No Boletim Económico divulgado esta quinta-feira, 27 de Dezembro, o BCE assinala que "a actividade económica mundial deverá desacelerar em 2019 e manter-se estável nos anos seguintes". No que respeita à Zona Euro, a instituição liderada por Mario Draghi estima que o crescimento real do produto interno bruto (PIB) da Zona Euro se cifre em 1,9% este ano, abrandando para 1,7% em 2019. Para 2020 a estimativa é de um crescimento de 1,7% e para 2021 de 1,5%.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login