Associação Nacional de Guardas aplaude decisão de libertar elementos das messes

CM 06 de dezembro de 2016

Cerca de 600 elementos da PSP e da GNR vão deixar de prestar serviço nas messes para integrar os serviços policiais.

Por Correio da Manhã

A Associação Nacional Autónoma de Guardas (ANAG) aplaudiu esta terça-feira a decisão do Governo de integrar nos serviços policiais 600 elementos da PSP e da GNR que atualmente trabalham nas messes.

"A Associação Nacional Autónoma de Guardas aplaude esta iniciativa, frisando que é uma reivindicação antiga e já discutida na tutela, pois considera premente o reforço de patrulhas, pela segurança e proteção das populações, colocando assim, os polícias naquela que é a sua atividade operacional", refere, em comunicado, a ANAG.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login